quinta-feira, outubro 07, 2010

De volta... Volta...



Hoje eu fiz um pedido... não foi nada demais. Só pedi pra voltar no tempo, aquele tempo bom de uns 5, 6 anos atrás, só pedi por mais uns dias com você.
Pode ser aquele dia em que você me achou metida por eu não te cumprimentar direito (mas eu nem te conhecia), apesar de a vontade ser de pular no seu pescoço. Foi o dia em que eu tremia por não saber o que falar pra você com medo que me achasse tonta, dia do cinema na escada, do gole no mesmo refrigerante (coisa de adolescente boba), de não poder me "soltar", porque eram suas pernas que estavam atrás de mim.
Se você preferir, podemos voltar no dia do jantar na sua casa, com você me ajudando na cozinha, e todo mundo se dando conta do que estava acontecendo, do que eu queria e você não percebia. Ou percebia e não conseguia fazer diferente; eu com um frio na barriga, já meio zonza por causa do vinho tomado de estômago vazio, da volta pra casa, que você veio comigo e, no caminho eu morria de vontade de pegar em sua mão.
Pensando bem, aquela terça-feira, onde combinamos de ver o resultado do vestibular que eu havia prestado, que você e dois amigos pintaram ovos, na esperança de fazer uma boa bagunça, que acabou dando lugar a uma choradeira com direito a copo de água com açúcar, um abraço delicioso e o primeiro beijo sem jeito que demos.
Não, não... melhor ainda. Dois dias depois... você me pediu em namoro. E eu que pensava: "Como assim? Dois dias depois de ficarmos a primeira vez? Você só pode estar louco? Não vai durar nem um mês. " E eu seria mais louca ainda, se não aceitasse!
Foi com você que eu assumi um namoro da forma mais precoce, maluca, insana e prazerosa que pode existir no mundo. Com direito a viajem com 2 meses de namoro pra conhecer seus pais, fizemos besteiras, e rimos sempre disso.
Com você passei o 1º dia dos namorados da minha vida, foi pra você que fiz o que sempre imaginei. Era você quem me fazia rir com as brincadeiras mais imbecis... você foi meu homem, meu amigo, meu companheiro. Me fez ser menina, mulher, criança. Juntos fomos o que nos dava vontade.
Ao seu lado descobri uma pessoa ciumenta, algumas vezes possessiva, e fui obrigada a mudar, por medo de te perder. Não mudei por você, mas por mim, por enxergar que assim eu seria melhor. E sempre fui melhor... com você. Sou ainda a mesma "Moquila", a "Soninho", e mesma sonhadora, medrosa, maluca e apaixonada por você!
Você não sai da minha cabeça, pensar em ti me acalma, me livra dos pensamentos ruins, me faz ter esperança de ficar ao seu lado de novo. É de você que recebo palavras de apoio, é quem me dá conforto. Você é meu porto seguro.
É como se tudo fosse um grande quebra cabeça, e os pedaços que faltam pra tudo dar certo, são as suas peças... o seu lugar que ainda está guardado, esperando você voltar!

"Se você não se atrasar demais, posso te esperar por toda a minha vida ..."
Oscar Wilde.

♪ Total Eclipse of The Heart - Westlife ♪

3 comentários:

Anônimo disse...

geeeeeentee esse texto é tão lindo q dá vontade de espancar teu ex...]

hahhahahahahahaah

homens... affff

AMOOOOOO vc ♥

Mel

Nanda disse...

"Juntos fomos o que nos dava vontade."

Isso é amor, puro e simples amor. E ele acaba. infelizmente. Mas nunca some, nunca se apaga.

Lu disse...

NOssa posso confessar... fiquei super curiosa pra saber o que aconteceu com ele... pq o rompimento... mais te confesso que me tocou mesmo... lindo texto... todos temos esse amor... essa coisa que fica guardada... como eu falei uma vez la no porão dos sentimentos.. num tem limpeza geral que possa apagar! A gente apenas lembra.. sempre.. toda hora... e sente falta! Bjos luh